Review: Two And a Half Men – 10×11: Give Santa A Tail-Hole - Líder Séries

ULTIMAS

20 de dezembro de 2012

Review: Two And a Half Men – 10×11: Give Santa A Tail-Hole



O fundo do (agora rico) poço de Alan.
Spoilers Abaixo:



A sina de Alan Harper é ficar só. Seja no ônibus escolar quando tinha dez anos ou agora, morando sozinho numa casa com vista para o mar. Após dois divórcios e várias idas e vindas com Lyndsey a história continua a mesma: todos arranjam algo melhor para fazer que passar o Natal com ele. O caçula dos Harper sempre viveu no limite da depressão crônica, e acho que se TAHM não fosse uma sitcom seria um drama daqueles de soluçar em todos os episódios, mas não acho que ele tenha ligado pra Linha do Suicídio por estar pensando em se matar, acho que desta vez o lado carente falou mais alto. Ele já passou por tanta coisa pior e não se matou! Não ia ser agora, morando solitário numa casa em Malibu que ele o faria não é?
Pra variar, o lado leve do episódio foi Sam Wilson, interpretado pelo simpático Walden Schmidt, que por sua vez é interpretado por Ashton Kutcher. Ainda na farsa de ser pobre para aproveitar a vida com mais emoção, Sam resolveu se mudar para a humilde casa de Kate. Como diz o ditado: “Um relacionamento que começa com uma mentira não tem chance de dar certo”. Não sei se é um ditado de fato ou se eu inventei, mas faz todo o sentido: pra mim é óbvio que quando Walden revelar que é um bilionário, o conto de fadas de Kate vai acabar. A chance que ele teve pra se abrir foi no episódio anterior, quando Kate o faz prometer que vão ser sempre honestos um com o outro. Agora é só questão de tempo…
 Foi legal poder conhecer mais um pouco sobre o Walden. Lá atrás ele começou como um bobão que se empolgava com “olhos mágicos” e câmeras no quarto foi se mostrando um cara de família, bem educado e trabalhador que quer encontrar o verdadeiro amor (por mais piegas que isso seja). Sim, é uma contradição que um “cara de família, bem educado e trabalhador” esteja mentindo para Kate, mas ninguém é perfeito. Walden, ou Sam, não pensou duas em aceitar um trabalho honesto para sustentar sua amada, e se dividindo entre os telefonemas de Billy e as vendas de pinheiros ele mostrou que não é bilionário à toa. O cara sabe negociar!
Não que não tenha sido legal, mas acho que neste episódio faltou a essência de Two And a Half Men. Faltou mais ironia, mais sacanagem e piadas de duplo sentido. As cenas mais engraçadas foram do vendedor de pinheiros que contrata Walden (o ótimo ator Joel Murray), e nem achei o Billy tão irritante assim. Só não esperava que o episódio fosse tão “bonitinho” assim, e com tantos momentos “fofos” como Berta voltando para não deixar o “Zippy” sozinho e em qualquer cena com Sam e Kate (que são fofos por natureza).
Outros destaques:
- Alguém sentiria falta do Jake e suas corriqueiras aparições via skype? Ele devia ser mais bem aproveitado, acho que tem espaço pra ele em TAHM, mas depois de toda a confusão que ele mesmo criou não me espantaria se ele “fosse expulso do exército e fugisse para o México com sua nova esposa e seus três pra nunca mais aparecer.” Uma pena…
- Campanha #maisEvelynemTHAM Tá certo que devem estar esgotando as partes dela que podem ser rejuvenescidas, mas mesmo sim ela faz uma falta.
- Two And a Half Men volta dia 03 de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial