Review: Castle 5×04: Murder, He Wrote - Líder Séries

ULTIMAS

18 de outubro de 2012

Review: Castle 5×04: Murder, He Wrote



Castle sem Caskett não é mais Castle. Mas Castle sem assassinato nunca foi Castle…
Spoilers Abaixo:
Posso afirmar que este era, provavelmente, o episódio de Castle mais esperado dos fãs neste ano. Finalmente o casal teria sua folga para se curtir (mais) um pouco e ter um pouco de paz, mas com a diferença que dessa vez nós iríamos poder ver isso acontecer. Porém, é claro que essa folguinha não deu muito certo.
Não achem que eu esteja reclamando, muito pelo contrário. Eu quero ver o romance dos dois? Claro que sim, não esperei por quatro anos pra nada. Mas também não quero que a série esqueça o que ela começou sendo e o que sempre vai ser: um procedural. Aliás, li muitas reclamações internet afora de que a série não estava mostrando muita “pegação” e o que todo mundo queria ver era o relacionamento dos dois. Discordo veemente. Estou assistindo uma série policial. Quero ver os crimes, a solução dos casos (que sempre são muito interessantes), quero que os coadjuvantes continuem tendo seus papéis de importância… Quero que Castle continue sendo o que sempre foi, o que a fez alcançar essa fama e conquistar inúmeros fãs.
Mas eu também não vou ficar só me fazendo (rs), tenho que admitir que estou amando os pequenos (mas inesquecíveis) momentos de Casckett. E isso é mais um motivo para comprovar a minha opinião de que os roteiristas estão fazendo tudo absolutamente certo. Ao exibir cenas fofas do casal aos poucos, eles só não fazem com o que os fãs queiram ver mais e mais, como não fica algo exagerado (como eu já disse, Castle é uma série policial acima de tudo). Afinal, não seria estranho se o Castle não começasse a se questionar sobre o assassinato e só quisesse curtir o final de semana? Ou o mesmo com a Kate, posteriormente, quando ela fez uma importante descoberta e mesmo assim deixasse quieto?
Falando sobre o episódio em si, o caso começa quando um homem que levou um tiro chega cambaleando até a propriedade do Castle e cai dentro da piscina, acabando com o clima do casal. Ótimo timing! A vítima era Randall Franklin, que começou como o coitado rico que foi morto por um drogado e terminou sendo um traficante de metanfetamina. O caso não foi espetacular (pelo contrário até) e a melhor surpresa que os Hamptons nos proporcionaram (fora o casal) foi o Chief Brady. Que figura esse rapaz. Primeiro começa com o Chief achando que a Beckett é uma prostituta (hilária a cena) e achando que o primeiro suspeito que ele tinha encontrado era o criminoso. Errou nas duas. Mas até que ele teve uma ótima sacada de “googlar” a Kate e descobrir que ela, na verdade, é uma detetive de Nova Iorque. E ainda subornou os dois para fazer com que eles o ajudassem no caso. Por favor, roteiristas, tragam esse personagem mais vezes para a série (só não sei como)!
A tensão sexual do Castle com a Beckett ficava no auge toda vez que eles começavam a solucionar o mistério e, em todas as vezes que isso aconteceu, foi muito engraçado. Quando eu pensava “agora vai” um dos dois começava a pensar no assassinato, o clima murchava e nada acontecia. Aliás, acho que eu nem preciso comentar sobre a química da Stana Katic com o Nathan Fillion! Eles conseguem passar exatamente todas as emoções que os personagens estão sentindo – o que só me deixa cada vez mais feliz.
 Ao mesmo tempo em que Casckett investigava o caso dos Hamptons, Ryan e Esposito estavam investigando algo muito mais importante e de muito mais urgência: o misterioso novo namorado da Kate. Eu estava pronta para comentar que estava achando muito estranho os dois não terem descoberto nada, tanto é que pensei que eles estavam escondendo que já sabiam da verdade. Mas eu errei e o núcleo dos dois foi resumido basicamente a isso. Simplesmente muito engraçado a investigação da dupla! Desde pressionando a Lanie pra saber de alguma coisa (e as caras que ela fez foram fantásticas) até o Esposito perguntando para todos os contatos que tinha sobre os ex’s da Beckett. E no final, ao investigar um dos suspeitos, o Ryan descobre que o Castle também está namorando e que a nova namorada é nada mais nada menos que Katherine Beckett. Primeiro tenho que comentar que a série não cometeu o erro de chegar na hora H do Ryan descobrir para depois arranjar alguma solução rápida e continuar com o romance sendo segredo de todos. Ponto para os roteiristas.
O outro comentário é que bom que foi o Ryan quem descobriu. Ele é esperto, sabe bem dos riscos que, principalmente, a Beckett está correndo e então resolve continuar mantendo o segredo. E ainda fez com o que o Esposito deixasse o assunto de lado. Agora imaginem se tivesse sido a situação ao contrário. Tenho certeza que o Javi não teria essa discrição e acabaria prejudicando os amigos.
Já a Martha e a Alexis só deram o ar da graça nos minutos iniciais. Apesar de pequena, gostei da participação e me identifiquei com a ansiedade misturada com a empolgação delas. Espero que as participações das duas continuem nesse ritmo e nesse estilo que estará perfeito.
Então é isso, caros leitores. Como sempre Castle mantendo o seu altíssimo nível, seja de casos ou de romance agora. Adorei o episódio (algo que eu sempre vou falar, podem apostar) e já estou triste que não tem episódio inédito semana que vem… Essa próxima semana vai ser looonga! Mas e o que vocês acharam? Satisfeitos (as) com os momentos Casckett da semana? Vejo vocês daqui duas semanas :D
Observação: infelizmente o Lucas não poderá mais fazer as reviews de Castle, então eu as assumo a partir de hoje. Sei que vocês gostavam bastante dos textos dele (eu inclusa), mas prometo tentar manter o mesmo nível!
p.s.1: pô, já não aparece muitos beijinhos dos dois e aí quando tem, a sombra não nos permite ver? Tem que rever isso daí, hein!!
p.s.2: confissão: se fosse eu investigando um assassinato, eu seria igualzinha ao Chief Brady. A última a sacar, é claro!
p.s.3: momento OOWN da semana: “não vou negar que trouxe outras mulheres aqui, mas nenhuma delas era você”.
p.s.4: toda vez que o Castle pede um favor pro Esposito ou pro Ryan sobra pra coitada da Ferrari dele! E tá muito “fácil” de comprar esses detetives rs
p.s.5: Aham, a segurança da Beckett está em jogo e por isso que o Ryan e o Esposito foram investigar o namorado dela, AHAM!
p.s.6: o Castle jogou super sujo com a Kate. Além de ele vacilar e se recusar a esquecer de tudo e todos pra ficar com ela, ele pegou bem no calcanhar de Aquiles da detetive e fez ela querer ajudar no caso. Shame on you, Mr. Castle!
p.s.7: em compensação ele ganhou todos os pontos do mundo comigo ao citar a palavra  Casckett *-*
p.s.8: homem é pior que mulher quando o assunto é fofoca! #fato
p.s.9: curiosidade: o nome do episódio foi baseado em uma série antiga da CBS, chamada “Murder, She Wrote”. Coincidência ou não, a premissa dessa série se parece muito com a história do próprio Castle.
p.s.10: se assim como eu, você gosta de sofrer por ansiedade, veja a promo do próximo episódio… rs

Nenhum comentário:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial